Como Varejistas avaliam 2018 ?

Como Varejistas avaliam 2018 ?
Como Varejistas avaliam 2018 ?

Do lado positivo, a Iemi cita o câmbio mais estável, que pode favorecer as importações das empresas de varejo e estimular uma volta do investimento na importação de tecidos e peças mais sofisticadas, com diferencial de moda.

A Iemi faz as projeções com base em informações das indústrias e redes de varejo. Edmundo Lima, diretor-executivo da Associação Brasileira do Varejo Têxtil (Abvtex), afirmou que as previsões estão em linha com as estimativas de suas associadas. A entidade reúne as principais redes varejistas de moda do país, como C&A, Forever 21, Cia. Hering, Maris Marisa, Inbrands, Renner, Restoque, Riachuelo e Zara.

As varejistas de vestuário enxergam um cenário mais positivo para 2018. Os juros mais baixos, a volta do crédito para os consumidores e a inflação mais baixa acabam proporcionando uma sobra na renda das famílias, o que favorece o consumo como um todo”

As empresas associadas à Abvtex ( Renner, C&A, Riachuelo, Marisa , Hering etc etc) trabalham com expectativa de elevação de vendas em volume e valor no próximo ano. Ele acrescentou que as companhias estão mais dispostas a desenvolver coleções com mais informação de moda e maior valor agregado, aproveitando o movimento de retomada do consumo.
Valor\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code